“A uruguaia”: tempo em que nada mais surpreende

* Por Lourenço Cazarré * A leitura de A Uruguaia, de Pedro Mairal (Editora Todavia, 128 págs.), se estende por […]

‘Laranja e rosa chá’, de Luciana Rangel

* Por  Luciana Rangel * Para Leo A menina olhava abismada cada detalhe da casa. O jogo de chá, o papel […]

Sonia Gomes, primeira mulher negra viva a expor no Masp

Sonia Gomes trabalha com a produção de esculturas e instalações concebidas a partir de numerosos materiais de distintas histórias — […]

Últimas Notícias

“Matxa Ãwa”: conto

* Por Paulliny Tort * Matxa: Iawi fez a minha barriga crescer e a vida se movimenta fazendo cócegas cá […]

Leia Mais Comentário(s)

A (minha) república do Paraná: A literatura afetiva do Marcos Peres

* Por Marcos Peres * 2007, acho. Havia uma festa beneficente em Maringá, uma genérica Festa dos estados e das […]

Leia Mais Comentário(s)

ranchão, ranchinho: contos de Paulliny Tort

* Por Paulliny Tort * ranchão, ranchinho Chico Pereira segura as rédeas enquanto caminha ao lado do cavalo. Estala os […]

Leia Mais Comentário(s)

Diário de viagem: Rio de Janeiro a Caxias do Sul

* Por Nilma Lacerda * As viagens feitas em trabalho para o PROLER* permitem conhecer e avaliar práticas de leitura […]

Leia Mais Comentário(s)

“CP4 EPSPS”: trez contos de Paulliny Tort

Você diz que é domingo. E domingo é bom porque ganha mais. Muito mais, meu filho? Não, mas é melhor […]

Leia Mais Comentário(s)

“Bragança”: treze contos de Paulliny Tort

A dona Bragança tinha certeza, certeza absoluta, que uns pombinhos na praça do coreto fariam bem à cidade. Pombo é […]

Leia Mais Comentário(s)

Videos Veja Mais Vídeos